Devocionário 5 minutos com Jesus fornecido pela Hora Luterana.

Brincando no Reino do Céu

Texto: Mateus 19.13-15

“Deixem que as crianças venham a mim e não proíbam que elas façam isso, pois o Reino do Céu é das pessoas que são como estas crianças” (Mt 19.14).

As pessoas tentavam levar crianças para que Jesus orasse e pusesse as mãos sobre elas. Os discípulos, achando aquilo inconveniente, talvez querendo “poupar” o Mestre de ser incomodado por simples crianças, repreenderam as pessoas. E Jesus, então, disse: “Deixem que as crianças venham a mim e não proíbam que elas façam isso, pois o Reino do Céu é das pessoas que são como estas crianças” (Mt 19.14)

Jesus nos ensina muitas coisas neste episódio. Primeiro, ele nos mostra seu amor pelas crianças. Elas são criaturas suas: a vida que receberam vem de suas mãos. E ele quer abençoá-las. Em segundo lugar, Jesus nos ensina sobre o Reino do Céu.

O Reino do Céu não é um lugar para “gente grande”, ou melhor, para gente que se acha grande. O Reino do Céu é das pessoas que são como crianças: humildes a ponto de se deixar levar ao encontro de Jesus, que não se envergonham de estar sob a bênção e o cuidado de Deus, que são simples o suficiente para aceitarem que a dependência de Deus é motivo de alegria.

Muitas vezes nos recusamos a ser como crianças e tentamos viver como se a vida dependesse de nossos esforços e a salvação fosse construída, degrau a degrau, por nossos atos de bondade, da nossa ação “adulta”. Deus sabe que esse tipo de atitude “de gente grande” só leva ao desespero e nos afasta dele. Por isso, ao morrer por nós, Jesus nos oferece a “infância eterna”, uma vida de dependência e simplicidade, com alegria genuína de uma criança que está satisfeita e feliz por saber que é cuidada e amada.

Seja como uma criança e brinque eternamente no Parque do Senhor, o Reino do Céu.

Oremos: Senhor e Salvador, perdoa-me quando, em meu orgulho, tento ser “gente grande”, orgulhoso de mim mesmo e de minha pretensa independência. Quero ser como criança nos braços de Jesus e viver a alegria eterna em teu Reino. Amém.

Fernando Henrique Huf

 Arquivo de áudio:


Leão de Judá

Para: Sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Texto: Gênesis 49.10

“Judá vai segurar o cetro de rei, e os seus descendentes sempre governarão. As nações lhe trarão presentes, os povos lhe obedecerão” (Gn 49.10).

  

Deus havia prometido que faria de Abraão uma grande nação e cumpriu esta promessa em sua descendência. De Abraão nasceu Isaque e deste veio Jacó. Jacó teve seus doze filhos e declarou, próximo de sua morte, que “Judá vai segurar o cetro de rei, e os seus descendentes sempre governarão” (Gn 49.10). Isso tudo estava dentro dos propósitos de Deus em conduzir o seu povo e, através dele, trazer o Salvador ao mundo. Jesus é conhecido como o Leão de Judá. Quando veio ao mundo, Jesus cumpriu a vontade de Deus e venceu todos os inimigos para garantir a salvação àqueles que confiaram na promessa de Deus. Esta promessa foi repetida pela boca de Jacó e de todos os profetas para manter o povo firme na fé. Mesmo quando a família de Jacó esteve sob o domínio egípcio e, mesmo quando o povo de Israel, nos tempos de Jesus, foi dominado pelos romanos, Deus sempre governou sobre seu povo garantindo sua presença e bênção.

As promessas de Deus são fiéis e verdadeiras. Todos nós fomos atingidos pelas promessas que Abraão, Isaque, Jacó e todos os filhos de Deus receberam no passado e que têm seu cumprimento em Jesus. Ele continua governando com poder e grande glória sobre nós. Basta crer para vivermos a realidade do que Deus nos deu em Jesus. Vivendo assim, cada vez mais pessoas poderão conhecer esta esperança de vida eterna no céu.

Oremos: Senhor, as tuas promessas são fiéis e verdadeiras. Obrigado por governares sobre mim e por me incluíres em teu reino pela fé em Jesus. Quero fazer parte do teu reino aqui e na eternidade. Mantém-me firme na fé no Salvador Jesus. Amém.